sábado, 2 de agosto de 2008

O CASO DE PAULO PEDRO... LEIAM AMIGOS!

Sendo nós adeptos e praticantes deste desporto, este post interessa a todos nós camaradas. Não apenas porque estamos sujeitos a que nos aconteça o mesmo, mas também para que tenhamos conhecimento do que por aí fora se faz em relação aos seguros desses eventos. Ainda por cima este acaso na famosa Maratona de Portalegre. Ao dar uma vista de olhos pelo fórum vi isto...

Olá a todos os amantes do BTT, eu chamo-me Maria João e sou esposa do ex-praticante de BTT Paulo Pedro.
Por acaso em pesquisa pela net encontrei o vosso fórum e decidi registar-me.
Sei que alguns de vocês se lembram muito bem do Paulo, pelo acidente que sofreu na maratona de Portalegre em 2005, quicá para a organização da prova esse seja um assunto que faz parte do passado, mas infelizmente para mim e para o Paulo, continua a fazer parte do presente e devo dizer que muito me surpreende que até hoje não tenhamos recebido, nunca, nem uma carta de nenhum dos elementos dos ases do pedal para saber como ficou a situação do Paulo.
Pois bem meus amigos desde o dia 14 de Maio de 2005 que a vida do Paulo deu uma volta de 180 graus.
Além do que a maioria de vocês sabe, os 15 dias em coma, os 2 meses de vida vegetativa; seguiram-se muitos meses de fisioterapia para poder voltar a andar pelo seu próprio pé e para poder recuperar algumas das funções básicas de qualquer ser humano, tal como voltar a falar, alimentar-se pela sua própria mão, e controlar as necessidades fisiológicas, tal como urinar e defecar, pois durante muitos meses usou fralda.
As lesões que resultaram do traumatismo craneo-encefálico e da hemorragia cerebral, impediram-no de voltar ao trabalho e como era gestor da sua própria empresa, a mesma teve que encerrar e os 18 funcionários tiveram que ser indemnizados, como se tudo isso não bastasse o seguro da prova, feito pela organização com a AXA, cobria apenas 1.500,00€ de despesas hospitalares, só as despesas dos 2 primeiros meses ascenderam os 15.000,00€ e até agora já perdemos a conta aos milhares de euros que foram gastos, valendo-nos para isso a ajuda da familia e de alguns amigos, pois o Paulo ficou a receber apenas a baixa da segurança social e eu tive que deixar de trabalhar uma vez que o Paulo ficou completamente dependente.
Mais irónico ainda era o valor de indemnização que o seguro da prova tinha para situações de invalidez, esse valor era no máximo de 15.000,00€, o Paulo foi visto por um dos médicos da AXA, num momento em que o Paulo mal se equilibrava, mal sabia como se chamava sequer e esse Senhor que supostamente fez um curso de Medicina e que tinha em seu poder todos os relatórios dos neurocirurgiões que trataram o Paulo, onde eram descritas todas as lesões encefálicas que o Paulo tinha, atribuiu-lhe um grau de invalidez de 5%, o que nos permitiria receber 5% do valor total de indemnização, ou seja 750,00€ mas para que isso acontecesse ainda teria que submeter o Paulo a mais umas quantas visitas ao referido Sr. Doutor durante mais uns quantos meses, claro que o valor nem valia todo o cansaço e chatice a que iria submeter o Paulo.
Até agora o Paulo já foi submetido a 3 cirurgias ao olho direito, devido a uma lesão no 3º par de nervos cranianos, o nervo oftálmico.
Neste momento e após 3 anos e alguns meses, a situação do Paulo é a seguinte:
- Hemiparesia direita (parelesia de todo o lado direito).
- Lesão cerebral a nível das vias auditivas.
- lesão cerebral a nível das vias visuais (retardamento na chegada da informação visual ao cérebro), que faz com que o Paulo tropeçe facilmente e choque com qualquer objecto que se lhe depare.
- Irritabilidade das vias nervosas, o que faz com que a qualquer momento possa ter uma crise de epilepsia.
- Lesão profunda a nível do sistema limbico.
- Lesões cerebrais que lhe afectam toda a memória recente, ou seja, se alguém falar com ele ao fim de 3 ou 4 horas já não se lembra de nada.
- Amnésia quase total em relação aos últimos 20 anos de vida.Se acharem que tudo isto é pouco!!! Neste momento já nem recebe a baixa porque ao fim de três anos a segurança social suspende-a para dar lugar a um moroso processo de uma pensão provisória de invalidez, que até agora ainda não lhe vimos a cor, mas que já sabemos ser inferior ao valor da baixa, para depois ser submetido a uma daquelas maravilhosas juntas médicas, as mesmas que têm obrigado professores com cancro a retomar a actividade, e depois passar a receber uma pensão de invalidez permanente que dependerá sempre do estado de humor dos médicos que o vão avaliar, sim porque a capacidade avaliativa desses médicos deixa sempre muito a desejar!!!No passado mês de Maio, ao fazer 3 anos da data do acidente, eu resolvi organizar um espectáculo, em Alenquer pois vivemos no Carregado, e abrir uma conta de solidariedade para levar o Paulo a Cuba.Felizmente com a ajuda de várias pessoas e com a oferta da passagem aérea que nos foi feita pelo proprietário da agência de viagens Best Travel conseguimos realizar uma verba que nos permitiu estar em Cuba (no CIREN - Centro Internacional de Restauração Neurológica) entre o dia 9 e o dia 16 de Junho para o Paulo fazer a semana de exames médicos e respectiva avaliação.Felizmente o parecer dos médicos cubanos é de que o Paulo pode recuperar tudo ou quase tudo se fizer os tratamentos lá.Por esse motivo em Setembro vou realizar mais um espectáculo para angariar dinheiro para levar o Paulo a Cuba por 3 meses, 3 ciclos de tratamento.Como tal se os amigos do BTT quiserem ajudar em alguma coisa ou se acaso os ases do pedal quiserem colaborar conosco de alguma forma será optimo para nós.Obrigada por tudo e boas pedaladas para todos, mas com cuidado!!!! Maria João
Visitem o forum amigos.

5 comentários:

BruMau disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BruMau disse...

Fiquei boquiaberto! Não sabia do caso, mas infelizmente toda a sua resolução não me espanta.

É uma vergonha que seja negado um atendimento condigno com a situação de um paciente quando ele realmente precisa e que noutros casos de menor importância as pessoas consigam usufruir de quantias monetárias e outro tipo de regalias, à custa de esquemas e mais trafulhiçes.

Infelizmente sou levado cada vez mais a pensar que para se conseguir desenrascar neste País só com cunhas, conhecimentos, amigos, etc, porque senão sujeitamo-nos e na maior parte dos casos, acontece o que está à vista de todos, como se pode ler neste relato da situação do Paulo.

RUUULAAA TEAM disse...

Amigos... Acompanhem o caso no fórum btt

Gomes disse...

Nem sei o que diga. Estou totalmente atónito. Vou acompanhar o assunto com certeza e farei referência a esta situação. Estes assuntos devem ser do conhecimento geral.

Anónimo disse...

Paulo Pedro! tive hoje o prazer de te conhecer e à tua esposa, fiz questão disso, pk tambem vou com meu filho para ciuba e também como tu só la recuperam o meu filho, aqui desde o primeiro minuto disseram não, mas nós nunca desistimos e nunca aceitamos tal sentença e por isos lutamos e la vamos nós rumo a cuba,felizmente temos bons amigos, pessoas que nem nos conhecem e que ate passam a palavra e bons artista que são muito solidarios, só com todos eles podemos, nós eu e meu filho ir rumo a concretização do seu grande sonho@oltar a andar sozinho@ e tu e tus esposa tambem assim concretizarem teu grande sonho.
Obrigado a todos que nos ajudam pk sozinhos não conseguiamos concretizar tamanho sonho, aqui a nossa medicina deixa tudo a desejar.
Força Paulo e la nos escontrareos em Cuba, esperamos lá por voces os dois.

http://www.youtube.com/watch?v=hhf5geRc3A4

http://www.youtube.com/watch?v=qVQE_V-6JEU


Sãozita e David